Powering Her Up - Primark Cares

Capacitá-las

"Os formadores ensinaram-me um processo crítico (bainha). O meu irmão [[ficou] surpreso e disse que um operador sénior do sexo masculino precisa de pelo menos 6 meses para aprender este processo, [[então] como foi possível eu aprendê-lo em 15 dias?!"

História da Mukta

Conheça a Mukta.* Ela é operadora de máquina de costura. Depois do fim do seu casamento, o irmão de Mukta sugeriu que ela podia começar a trabalhar numa fábrica fornecedora da Primark. Estávamos em dezembro de 2017 e Mukta ainda não tinha 20 anos.

Mukta foi estagiária num programa chamado Sudokkho, um projeto financiado pelos governos do Reino Unido e da Suíça e do qual a Primark é parceira. É um dos programas que apoiamos desde 2011 para aumentar as oportunidades das mulheres na nossa cadeia de fornecimento. Os programas são projetados para ajudar as mulheres a desenvolverem as suas competências e ajudá-las a ultrapassarem barreiras em termos de promoção e progressão no trabalho, com o objetivo geral de criar melhores ambientes de trabalho.

O nosso foco são as mulheres porque, em todo o mundo, são geralmente algumas das pessoas mais vulneráveis na nossa cadeia de fornecimento. A nossa esperança é que, ao ajudar mais trabalhadoras a progredirem nas suas funções e ao garantir que são mais bem representadas na força de trabalho, tenham a oportunidade de ganhar melhores salários, tenham melhor progressão na carreira e sejam um ponto de partida para lidar com as disparidades de género nas fábricas em todo o mundo.

Pretendemos alargar estes programas a mais fábricas e trabalhadores até 2030. Queremos desenvolver o que já aprendemos para abranger mais países e, principalmente, mais trabalhadores.

Para a Mukta e mulheres como ela, faz todo o sentido participarem no Sudokkho e noutros programas semelhantes. Aprendem novas competências técnicas em formações internas estruturadas, o que lhes permite progredirem no trabalho mais rápido do que o normal, com melhores perspetivas de promoção e aumentos salariais.

Mas nem tudo foi fácil. Quando a Mukta terminou a formação, os colegas de trabalho duvidavam das suas novas competências. Não lhe queriam dar uma oportunidade, até verem do que ela era capaz. Para a Mukta, a formação Sudokkho foi uma mudança de vida, e assim tem sido para muitas outras mulheres.

Agora, os seus empregadores consideram-na uma operadora multiqualificada e uma das suas trabalhadoras essenciais quando se trata de aceitar novos processos.

Fábricas e Sudokkho

O programa Sudokkho ajuda não só mulheres como a Mukta, mas também ajuda as fábricas que fornecem a Primark, pois significa que podem ter acesso a uma força de trabalho qualificada mais rapidamente. Um estudo deste programa mostrou que trabalhadores bem formados geralmente alcançam 50% de desempenho 15 a 20 dias após a conclusão do programa, enquanto um trabalhador sem formação normalmente leva entre 3 e 4 meses para atingir o mesmo padrão. O segredo do sucesso? O programa Sudokkho centra-se numa formação mais rápida e mais eficiente.

O modelo de "formar o formador" do Sudokkho também significa que o projeto seleciona e forma os próprios formadores e avaliadores da fábrica para transmitirem os seus conhecimentos e gerirem o centro de formação da própria fábrica. Assim, a fábrica consegue desenvolver uma força de trabalho mais qualificada e motivada.

O Sr. Shipu, gestor de conformidade e administrador, comentou que este aspeto do programa ajudou a sua fábrica a lidar melhor com a gestão da força de trabalho:

"Depois de implementar o projeto Sudokkho, se algum funcionário do processo crítico estiver ausente, o formador do Sudokkho encontra outros trabalhadores e dá-lhes formação em processos específicos. Requalificar estes trabalhadores ajuda-nos significativamente a superar problemas causados pelo absentismo."

Os nossos clientes e o Sudokkho

Sabemos que é importante para os nossos clientes saberem mais sobre as pessoas que fazem as roupas que compram, algo que também é importante para nós.

Desde que começamos a colaborar com os governos do Reino Unido e da Suíça no programa Sudokkho em 2016, chegamos a 16 000 trabalhadores em mais de 50 fábricas em Bangladexe.

Infelizmente, o impacto da pandemia da COVID-19 neste e outros programas foi significativo e ainda continua. Mas os trabalhadores e os gestores deram à Primark tanto feedback positivo sobre o programa Sudokkho, que a nossa equipa está agora a preparar-se para relançar o programa como o programa de Formação em Fábrica Sudokkho.

Programas Primark para Mulheres e Trabalhadores Vulneráveis

O Sudokkho é apenas uma das iniciativas nas quais trabalhámos com governos, ONGs e a nossa equipa local de Comércio Ético e Sustentabilidade Ambiental. Mas há muitas outras. Muitas delas são de menor escala porque são altamente direcionadas e projetadas para as condições locais. Posto isto, devido ao tamanho do nosso negócio, têm potencial de expansão para ajudar ainda mais pessoas.

Incluem:

My Life
My Space
My Journey

Coletivamente, estas iniciativas contribuem para o compromisso da Primark em se tornar uma empresa mais sustentável, apoiar a igualdade de género e contribuir para o empoderamento das mulheres.


*Esta história é baseada num estudo de caso da vida real, mas todos os detalhes pessoais foram alterados.