A Primark adere à iniciativa Textiles 2030 da WRAP

A Primark regozija-se por ser signatária fundadora da Textiles 2030, o Plano de Ação do Reino Unido para Têxteis Sustentáveis lançado pela WRAP.

Ao longo da próxima década, esta importante iniciativa pretende acelerar o movimento da indústria têxtil e da moda rumo à circularidade e reduzir significativamente o impacto ambiental do vestuário e dos têxteis lar do Reino Unido através de intervenções práticas ao longo da cadeia têxtil.

A Primark foi anteriormente membro do Plano de Ação para Vestuário Sustentável da WRAP e tem o prazer de ter desempenhado um importante papel de colaboração juntamente com a WRAP, outras marcas de vestuário e parceiros em desenvolver as metas da Textiles 2030 como seguimento ambicioso dessa iniciativa original.

Ao aderir à Textiles 2030, a Primark não se compromete apenas em tomar medidas significativas em relação às suas próprias operações, nomeadamente encorajando os seus clientes a utilizarem e eliminarem vestuário e produtos têxteis de forma inovadora e mais sustentável, mas também colaborando com outros signatários através de discussões intersetoriais para acelerar o progresso rumo a uma economia circular para os têxteis e reverter o impacto carbónico crescente dos produtos têxteis.

Juntamente com outros signatários, a Primark irá definir metas para reduzir as emissões de ciclo completo de vida, medir o impacto da sua carteira de produtos e agir sobre prioridades, reportando os progressos para a WRAP anualmente. Todos os signatários do plano devem esforçar-se por:

  • Reduzir em 50% o acumulado da pegada de gases com efeito de estufa dos novos produtos, o suficiente para limitar o aquecimento global até 1,5 °C, em conformidade com o Acordo de Paris sobre as alterações climáticas e alcançar a neutralidade carbónica até 2050, o mais tardar
  • Reduzir em 30% o acumulado da pegada hídrica dos novos produtos vendidos

Comentando sobre a iniciativa, Katharine Stewart, Diretora de Responsabilidade Empresarial do Grupo na empresa-mãe da Primark, a Associated British Foods, afirmou:

“Estamos muito entusiasmados por sermos signatários do plano Textiles 2030 da WRAP, uma iniciativa que está intimamente alinhada com os nossos próprios objetivos de sustentabilidade e o movimento rumo à circularidade na indústria da moda.

“A Primark foi um membro inicial do Plano de Ação para Vestuário Sustentável da WRAP, que até agora se traduziu numa redução de mais de 10% nas três principais áreas-alvo em termos de carbono, água e deposição de resíduos em aterros. Também somos membros da iniciativa Tornar a Moda Circular da Fundação Ellen MacArthur, trabalhando ao lado de especialistas e retalhistas do setor para encontrar novas formas de melhorar a sustentabilidade da indústria do vestuário.

“Estamos a trabalhar afincadamente para minimizar o nosso impacto no planeta, desde a forma como obtemos as nossas matérias-primas até à forma como organizamos as nossas lojas. Para além do nosso próprio trabalho nesta área, acreditamos firmemente que, ao colaborar com outros na indústria, podemos fazer verdadeiros progressos na criação de uma economia têxtil circular.”

Notas para os editores

O trabalho da equipa de Sustentabilidade Ambiental da Primark abrange muitas coisas; forma de obtenção das matérias-primas como o algodão, o impacto ambiental dos processos de fabrico nas fábricas, a eficiência das lojas da Primark e nosso compromisso para reciclar sempre que possível. Seguem-se alguns dos exemplos do nosso trabalho nesta área:

  • Desde 2013, temos vindo a treinar os agricultores para cultivarem algodão, utilizando práticas mais respeitadoras do meio ambiente, utilizando menos água, pesticidas químicos e fertilizantes. Expandimos significativamente o Programa de Algodão Sustentável da Primark, em 2019, comprometendo-nos a treinar 160 mil agricultores até 2022. Este é o maior programa independente do seu tipo gerido por um retalhista da moda.
  • No ano passado, a Primark aderiu à CQNUAC e apoia a ambição de neutralidade carbónica da Carta e está empenhada numa redução até 30% nas emissões de gases com efeito de estufa até 2030. Ao aderirmos à Carta, comprometemo-nos a combater as emissões de toda a nossa cadeia de valor, incluindo para além das nossas próprias operações, que constituem a grande maioria da nossa pegada de carbono.
  • Em julho de 2020, lançámos o nosso sistema de reciclagem na loja, com caixas de recolha disponíveis em todas as lojas do Reino Unido para que os clientes doem as suas roupas, têxteis, sapatos e sacos indesejados de qualquer retalhista. Todos os donativos serão reutilizados, reciclados ou readaptados, sem nada a ir para aterros. Os lucros gerados pelo sistema vão para a UNICEF, a organização de beneficência, parceira global da Primark, em apoio aos seus programas educativos para crianças vulneráveis em todo o mundo.
  • Na Europa, desde 2010 que estabelecemos uma parceria com a organização beneficente Newlife, para doar produtos não vendidos e comprar amostras das nossas lojas, para angariar fundos para os necessitados. Nos EUA, trabalhamos com a organização sem fins lucrativos Delivering Good. As nossas lojas dos EUA doam roupas não vendidas à organização, que depois redistribui os artigos para aqueles necessitados em todo o mundo